Our Recent Posts

Tags

Ponte Tremolo desafina?


Primeiramente é importante entender para que serve uma ponte Tremolo.

Esse modelo de ponte não foi projetado para grandes alavancadas, mas sim para vibratos, então abusar da alavanca bancando o mestre Steve Vai não é uma boa ideia, para isso existem modelos com Trava de Cordas no Nut e com Microafinação.

Importante salientar que você pode utilizar para alavancadas além de vibratos, mas você dependerá de alguns outros fatores que lhe ajudarão a manter a afinação.

Uma ponte bem construída, com bons materiais e bem regulada não causa desafinação. O que causa desafinação num conjunto de ponte são situações como molas de baixa qualidade, carrinhos que desgastam a sua superfície e impedem que a corda deslize com facilidade, desgaste no pivô e faca da ponte que não permite que a ponte retorne a sua posição de descanso após alavancar, uma má regulagem do dispositivo, materiais de baixa qualidade e dureza que se desgastam, se movimentam e criam folga, enfim, são diversas situações, porém relacionadas a qualidade do produto e instalação.

Descartadas essas hipóteses temos alguns grandes vilões da desafinação: Nut, Rebaixadores de Cordas e a quantidade de corda enrolada na Tarraxa.

É preciso entender que ao alavancar, para frente ou para trás, estaremos distensionando ou tencionando as cordas e elas precisam deslizar por toda área em que ela tem contato, desde o bloco até a tarraxa.

Para que o instrumento não desafine após alavancar, não se pode ter qualquer tipo de atrito que impeça o Tremolo de voltar para a sua posição de descanso original. Então, o Nut precisa estar muito bem usinado e não dificultar esse movimento da corda.

Isso serve também para o Rebaixador de Cordas. Quanto mais atrito com a corda, mais dificultamos o trabalho do Tremolo.

Para essas duas situações, tenha peças de boa qualidade, perfeitamente instaladas, ajustadas e lubrificadas.

A Tarraxa tem um papel importante, mas muito mais importante é a forma como a corda é enrolada e a quantidade que é enrolada. Não se deve “transpassar” a corda e quanto menos corda enrolada no eixo melhor.

Isso deve-se ao fato de que quando alavancamos e distensionamos as cordas, o que está enrolado no eixo da tarraxa se movimenta, não permitindo ao Tremolo retornar a posição original. Por isso as Tarraxas com Trava são excelentes para esse tipo de situação, pois não há corda enrolada no seu eixo.

De forma simplista e resumida, os grandes vilões da desafinação estão mais no Headstock do que no conjunto de Tremolo.

É para resolver esse tipo de situação que surgiram no mercado pontes que travam as cordas no Nut, assim toda essa movimentação no Headstock é eliminada. Com isso, para que a trava no nut fosse possível, foi necessário incluir a microafinação.

Então sempre tenha em mente que a afinação depende de vários fatores, e que muitos vem antes do conjunto de tremolo.