O que difere uma Ponte Ramme de uma tradicional?

Vez e outra essa pergunta nos é feita.

Vamos escolher aqui a nossa Ponte Tremolo R1 para servir como exemplo.

Independentemente da marca da ponte que você utilizar como referência, atualmente no mercado existe um padrão de construção no que se refere a materiais e processos de fabricação. Então vamos tratar de uma forma geral, mas alertando que há variações de modelos entre os fabricantes, por isso sugiro parcimônia com as informações.

O que fazemos é diferente de tudo o que é feito tradicionalmente. Isso para que se tenha um produto com maior durabilidade, regulagem e desempenho utilizando matérias primas nobres e um melhor aproveitamento da sonoridade desses materiais, utilizando o processo de usinagem em materiais maciços.


Vamos falar de alguns componentes:


CARRINHO (saddle)

Tradicional: Normalmente injetado em liga de zinco com cobertura de níquel e/ou cromo.

Ramme: Usinado a partir de um bloco maciço de Inox e polidos manualmente um a um.

Um carrinho usinado em inox possui maior durabilidade e precisão nas regulagens por não sofrerem com ferrugem. Possuem maior densidade e dureza favorecendo a transferência de harmônicos e aliado ao modelo de usinagem diminuem a quebra de cordas.


BASE DA PONTE

Tradicional: Estampadas em aço carbono, temperadas e com cobertura de níquel e/ou cromo.

Ramme: Cortadas a laser em Inox, Usinados chanfros e Polidas manualmente.

Nesse caso também o Inox faz sua parte na resistência à ferrugem e sonoridade, mas o grande diferencial é o sistema que usamos, de encaixe de peças chanfradas e não com os tradicionais pivôs, que com o tempo danificam a faca da ponte inutilizando a sua base de contato. Nosso sistema evita esse problema e ainda deixa a atuação da ponte mais leve.


PARAFUSOS E MOLAS

Tradicional: Feitas em aço comum e com cobertura de níquel e/ou cromo.

Ramme: Feitas em Inox

Todas as molas são feitas exclusivamente para nossos projetos, em inox e com a precisão que cada modelo necessita. O grande diferencial é que além da precisão nos ajustes, não haverá problemas de ferrugem ao longo do tempo.


BLOCO

Tradicional: Injetado em liga de zinco ou assemelhados.

Ramme: Usinado a partir de um bloco sólido de latão.

Nada de blocos finos ou porosos. Nosso bloco é grande, pesado e sólido para que se aproveite toda a sonoridade do conjunto. Além disso, conta com um sistema de bucha para diminuição de folga da alavanca e tem acabamento escovado a mão.


É nítido que todos os itens individualizados possuem vantagens frente ao tradicional, mas ainda há mais, o resultado do conjunto. A soma de todos esses fatores entrega para você uma Ponte muito estável, com sonoridade forte e equilibrada, com uma alavancada leve e com uma durabilidade superior em todos os aspectos frente ao tradicional.

É um produto 100% Nacional, feito em baixa escala mas com o que se tem de melhor de tecnologia na área, aliado aos cuidados manuais em todas as etapas.

Isso se estende a todos os produtos, desde pontes até a menor de nossas placas.

Concluindo, costumo contar um conto, que diz: “Entre um Fusca e uma Ferrari, ambos são automóveis e ambos te levarão ao seu destino. Porém não são similares. Não possuem o mesmo conforto, segurança, velocidade, glamour ou qualquer outra de dezenas de características que possam ser ditas. Há quem prefira um ao outro, e isso deve ser respeitado. O que não pode ser permitido é a crítica ao esforço de alguém que entrega uma opção melhor todo dia ou a crítica a quem prefere o simples todo o dia”

Não somos uma Ferrari, mas batalhamos todo dia para ser.